terça-feira, 19 de junho de 2012

LIBERAIS E NEOPENTECOSTAIS: UM NOVO E PERIGOSO CASO DE AMOR



Excelente texto de Renato Vargens que vale a pena compartilhar:

Tenho reparado nas redes sociais que muitos dos neopentecostais tem aplaudido, comentado e repassado aos seus amigos virtuais, algumas frases de efeito proferidas pelos liberais. Neste perspectiva se tornou comum encontrar os adeptos do neopentecostalismo vibrando com expressões do tipo:

"Mais do que entender a Biblia, o importante é saber respeitar outras pessoas, ter compaixão de quem sofre,  pois no fundo a Biblia é isso." 

"Pessoas que destilam ódio em nome da doutrina religiosa podem ter encontrado religião, mas não Deus. Deus é amor e misericórdia." 

"Deus é amor e se manifesta de forma diferente nas religiões." 

"Os evangélicos precisam rever seu conceito medieval de salvação"

"Juízo eterno? Não! Deus é amor, no final de tudo o amor prevalecerá e  todos os homens serão salvos"

"Não julguemos os homens, nem tampouco as suas doutrinas, isso não nos cabe. Vamos amar as pessoas, tratando-as com o amor do Cristo.

Pois bem, os liberais não se cansam de falar de amor. Em quase todos os seus textos é comum encontrarmos a afirmação de que Deus é amor e que em virtude disso, ele não julga ninguém, não condena ninguémTodavia, os adeptos do liberalismo teológico se esquecem que as Escrituras apontam para o fato inexorável de que Deus além de amoroso é justo, e que no dia final, há de tratar com os homens consoante oseus pecados. 

Ora, antes que me apedrejem, gostaria de  afirmar que é claro que eu sei que Deus é amor. As Escrituras afirmam isso de forma inequívoca. O que seria de nós sem o amor e a graça de Cristo? O que seria das nossas miseráveis vidas se Jesus não tivesse morrido por nós na cruz? Que amor maravilhoso é esse, não é verdade? Entretanto, o fato de saber que Deus é amor, não me dá o direito de distorcer a verdade.  JESUS CRISTO, a expressão máxima do AMOR, é também a mais absoluta VERDADE (João 14:6). 

Bom, talvez você esteja se perguntando: Tudo bem, mais o que isso tem há ver com os neopentostais?

Tudo! Deixe-me explicar!

Os neopentecostais e suas doutrinas espúrias tem sido severamente criticados pela ortodoxia evangélica. É comum encontrarmos na blogosfera cristã inúmeros textos refutando as heresias do neopentecostalismo, o que de certa forma tem proporcionado a descoberta da verdade bíblica por milhares de nossos irmãos.  Em contrapartida, um número incontável de neopentecostais tem rechassado a postura conservadora por parte da igreja brasileira, alegando que falta entre os que combatem o neopentecostalismo, amor e compaixão.  Nesta perspectiva os neopentecostais em questão, tem vibrado com as expressões de "tolerância" usada pelos liberais, o que infelizmente tem proporcionado a aproximação destes dois grupos.

Prezado amigo, todos sabemos das distorções teológicas do neopentecostalismo e dos seus malefícios para a igreja brasileira, no entanto, o que muitos de nós desconhecemos é que o liberalismo teológico é muito pior. Sim! O liberalismo teológico é um câncer que vagarosamente arrebenta a saúde da Igreja. Como bem afirmou Augustus Nicodemus os "Liberais são parasitas, e assim como um vírus  se instala num organismo debilitando o corpo do individuo, da mesma forma eles se instalam na igreja sugando-a até ficar só a carcaça, para depois buscar outro hospedeiro"

Caro leitor,  o que me preocupa é fato de que em virtude da fraqueza teológica dos neopentecostais os liberais encontrem espaço em seus arraiais, instalando em suas débeis estruturas de pensamento, um tipo de vírus, que se não tratado com firmeza poderá produzir males quase que irreparáveis.

Sem sombra de dúvidas esse é um namoro que me preocupa!

Pense nisso!

Renato Vargens

Um comentário:

  1. I feel like on that picture from time to time, my heart stuck in a place that won't let go.

    ResponderExcluir