terça-feira, 3 de setembro de 2013

Soberania é para quem pode!

que é soberania? Quem é soberano? A este respeito, Guilherme de Carvalho coloca:
“Soberania: inicialmente, como o expôs Kuyper, é um conceito simples e intuitivo. Soberania é o direito de impor a própria vontade. O direito de exercitar a liberdade, nesse sentido; mas de causar, no exercício da liberdade, uma limitação da liberdade. E a partir de seu direito ao poder, a liberdade de exercitá-lo para bloquear toda resistência a si. Nesse sentido, sim, Deus é a fonte de todo o poder. O Deus Trino é o Soberano absoluto, detentor do direito e das energias necessárias para fazer cumprir a sua vontade.” ¹

Esta definição da soberania de Deus é bem clara: Sendo Deus soberano, quem pode pelas suas próprias forças e ações ordenar a sua vontade? Ao observar a mentalidade do evangelho que é pregado nos programas de TV e na chamada corrente teológica do Neopentecostalismo, vemos que a coisa é bem diferente. “Eu determino” e “Tomo posse” são expressões que junto com práticas como ungir suas posses e objetos mágicos (caneta ungida, rosa ungida, toalhinha da unção poderosa) tentam reivindicar para o homem e não para Deus o poder de sua própria vida. No entanto, as Escrituras, não abrem espaço para este tipo de coisa. Nós somos criaturas, delimitadas pelo espaço e pelo tempo, e não Ele. Observe esta passagem:

Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos! Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. Romanos 11:33-36 

O Texto pergunta para aqueles que questionam e tentam “controlar Deus” : Quem ai foi conselheiro de Deus? Quem ai compreende a mente d’Ele? Ora pois, todas as coisas são dele, todas as coisas são conduzidas por ele e tem como fim a glória dele. Por que questionar? Por que tentar controla-lo?

Há alguns dias, participei de um estudo bíblico de cunho evangelístico justamente sobre este assunto: A soberania de Deus. Muitos cristãos, estavam ali falando sobre como esta doutrina lhe traz paz e segurança. Apenas um não-cristão colocou algo intrigante: A Soberania é algo que assusta, por que significa em ultima instância que não temos o controle sobre a nossa própria vida. Ele acertou o cerne da questão. O que nos impede de crer na soberania de Deus e a realizar as nossas mandingas gospeis é exatamente uma questão de ego. Não queremos perder o controle, queremos sempre ter a sensação de que temos algum poder.

Precisamos compreender essa soberania de Deus como se ela fosse um vento impetuoso. Assim como o trigo se curva diante da força do vento, nos curvamos diante da imensa soberania de Deus. Àqueles que tentam se manter firmes se partem diante de tamanho poder!


¹ Cosmovisão cristã e transformação: espiritualidade, razão e ordem social. CARVALHO, Guilherme Vilela Ribeiro de. Editora Ultimato, 2006. Viçosa, MG.

Nenhum comentário:

Postar um comentário