segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Será que esperamos demais desta vida?

 por Luiz Cláudio Simões

Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento;
Antes que se escureçam o sol, e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da chuva;
No dia em que tremerem os guardas da casa, e se encurvarem os homens fortes, e cessarem os moedores, por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas;
E as portas da rua se fecharem por causa do baixo ruído da moedura, e se levantar à voz das aves, e todas as filhas da música se abaterem.
Como também quando temerem o que é alto, e houver espantos no caminho, e florescer a amendoeira, e o gafanhoto for um peso, e perecer o apetite; porque o homem se vai à sua casa eterna, e os pranteadores andarão rodeando pela praça;
Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço,
E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.
Vaidade de vaidades, diz o pregador, tudo é vaidade.
Eclesiastes 12:1-8
A maioria dos cristãos que conhecemos tem pavor da morte, não aceitam doenças que nos levarão ao dia da nossa partida, também temem a velhice como se fosse um castigo e tem medo de tocar neste assunto, mas, por que?

Em uma sociedade que o novo tem muito valor, desde um sapato, passando por um automóvel e por fim chegando as pessoas, ser novo é o que importa...
A salvação da ira de DEUS e a vida eterna já deixaram de ser pilares da mensagem do cristianismo, pois afinal somos educados para não morrer.

Morrer é derrota, pois os vencedores segundo este conceito, vivem sempre para vencer, conquistar, alongar fronteiras, voar mais alto, fazer isso e aquilo mais que ontem, e sempre.

Esperam demais desta vida!
Correm demais atrás do vento, desferem golpes no ar, ajuntam demais em celeiros, perseguem demais a benção, decretam, determinam, exigem, querem restituição do que julgam ter perdido, fazem do reino do céu uma loja de departamentos.

Esperam sempre que o melhor de DEUS ainda esta por vir, esquecendo-se que o MELHOR já veio e seu nome já foi dado entre os homens, JESUS CRISTO.

Esquecem do contentamento, da gratidão, da ação de graças, da alegria da salvação, da simplicidade do Evangelho Verdadeiro.

Acreditam que derrotados são os que sofrem perdas, são alvos de calamidades, dos acidentes, das doenças, dos imprevistos, da pobreza, da escassez, do dia da adversidade, do contratempo, do abandono, da falta de amigos. O pior inimigo que esse tipo de pensamento pode ter é a constatação de que estas coisas acontecem também aos que são fiéis e verdadeiros; aos filhos de DEUS.

Mas que evangelho é este senão o falso, que se alastra como fogo em mato seco, fazendo multiplicar o número dos mais que vencedores desta vida, que acreditam que recebem o bem por seus próprios méritos.

Antes, devemos renovar nossa mente com a Verdade das Escrituras, para que de forma real experimentar a vontade soberana de DEUS com gratidão e alegria, mesmo que seja no dia da adversidade.

Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.
Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;
Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.
Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória.
Colossenses 3:1-4

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Palestra sobre Arte Cristã

Nesse sábado (dia 08/02/2014) nosso irmão Leonardo Marques Verona, membro fundador do Grupo de Estudos de Cosmovisão Calvinista, ministrará a palestra Arte cristã dentro e fora do templo na Igreja Presbiteriana do Novo Eldorado. Todos estão convidados!

Mais informações sobre a palestra e local:
cosmovisaocalvinista@gmail.com